Em evento no bairro Cidade Jardim, prefeitura anuncia a construção de mais uma escola

 A Prefeitura de Pouso Alegre anunciou a construção de uma nova escola no bairro Cidade Jardim, durante o evento no bairro, na manhã desse sábado, 20 de novembro.
A escola levará o nome de Monsenhor Júlio Perlatto e irá atender mais de 700 alunos de 11 a 14 anos; sendo 140 vagas destinadas ao período integral. A nova escola contará com 12 salas de aulas, biblioteca, quadra poliesportiva, laboratório de informática, espaço de convivência e espaço para aulas lúdicas.

“Eu tenho muito carinho pelo Monsenhor Júlio Perlatto, uma pessoa que fez apenas o bem e sempre esteve ligado ao bem. E essa escola irá mudar a vida de muitas crianças, como o senhor Monsenhor Júlio sonhou.” disse emocionado o prefeito Rafael Simões.

A escola será construída na Avenida Camilo de Barros Laraia, início da rua 15. A obra terá o valor aproximado de R$ 5 milhões, sendo R$ 2 milhões da venda do terreno próximo ao bairro onde seria construída uma unidade fabril da CIMED e os outros R$ 3 milhões com recursos próprios da prefeitura.

“Desde o início da pandemia, a Secretaria de Educação vem investindo em infraestrutura para receber os nossos alunos no retorno as aulas, foram 9 escolas reformadas e ampliadas. Anunciamos recentemente a construção da escola no bairro Buritis e agora, no nosso querido bairro Cidade Jardim. No total, serão criadas mais 1.500 novas vagas ao longo do próximo ano.” ressalta a Secretária de Educação e Cultura Leila Fonseca.

A solenidade contou com as presenças de moradores do bairro Cidade Jardim e adjacentes, autoridades do poder executivo e legislativo, diretores e professores das escolas municipais e de familiares do Monsenhor Júlio Perlatto.

Durante o evento, alunos do município fizeram uma apresentação para as pessoas e de forma simbólica, entregaram uma cápsula do tempo com mensagens e desenhos dos alunos, representando os sonhos em relação a nova escola e ao futuro. A cápsula será enterrada no terreno onde será construída a escola e desenterrada dez anos depois.

A obra está sendo construída pela empresa Aryta Engenharia e tem previsão de 12 meses para a conclusão.